PRINCIPIOLOGIA DO DIREITO

Agosto 29 2007

Classificação conforme filosofia geral:

 

a) Origem ou causa de ação (Pascal); causa primária de algo;

 

b) o que contém ou faz compreender as propriedades ou caracteres essenciais da coisa (lalande);

 

c) cada uma das proposições diretivas ou características a que se subordina o desenvolvimento de uma cienênica (Leibniz, Descartes, Newton e Speser); regras fundamentais de qualquer ciência ou arte.

 

d) norma de ação enunciada por uma fórmula  (Fouillée);

 

e) fundamento;

 

f) o que contém em si a razão de alguma coisa (Christian Wolff);

 

g) proposição geral que resulta da indução da experiênica para servir de premissa maior ao silogismo  (Kant);

 

h) aquilo do qual alguma coisa procede na ordem de existência ou do conhecimento;

 

i) lei empírica, subtraída ao controle da experiência, que obedece a motivos de simples comodidade (Poincaré);

 

j) característica determinada;

 

l) proposição inicial, obtida pelo conhecimento, da qual se deduzem outras proposições - em linguagem jurídica comum  pode segnificar:

  • Preceito; norama de conduta;
  • máxima;
  • opinião; maneira de ver;
  • parecer;
  • código de boa conduta através do qual se dirigem a vida de uma pessoa;
  • educação;
  • doutrina dominante;
  • alicerce; base.
publicado por FILOSOFANDO DIREITO às 16:34

mais sobre mim
Agosto 2007
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

31


favoritos

LIVRO DE VISITAS

links
pesquisar
 
blogs SAPO